Orgulho e Preconceito - Jane Austen

Este clássico como tantos outros eu conheci pelo cinema . Peguei o livro emprestado e com receio de me entediar devido a linguagem um tanto formal , eu posso dizer que me surpreendi. O livro foi lançado em 1813 , mas todas as duvidas de Elizabeth me parecem um tanto modernas. Ser mulher mudou ao longo dos anos mas quem nunca se questionou pelo menos por um minuto se deveria casar seguir os conselhos paternos e todas as expectativas da sociedade ? Talvez seja este o ponto que mais me atraiu nessa obra homônima de Jane Austen. O enredo é simples , um jovem promissor se muda para próximo da família Bennet , Jane , irma mais velha de Elizabeth , embarcar num romance tão recatado quanto a época sugeria , logo a matriarca Bennet não mede esforços para que todas as suas filhas possuam casamentos e status de respeito. porém junto como o Mr Bignley vem Darcy , um sujeito calado e amuado e digamos um tanto desconfiado . Elizabeth ao invés de bancar a tonta louca para casar exerce o que não e aceitável para a sociedade que é a critica imediata do sujeito. Ao longo do livro vemos ambos , Darcy e Elizabeth , colocando o orgulho a frente de seus sentimentos , Dai o nome genial do livro que originalmente iria se chamar First Impressions.
Em 2005 o livro foi mais uma vez adaptado pelo cinema , garantindo uma indicação ao Oscar para a atriz Keira Knightley.
E atualmente temos uma versão pitoresca da historia , trazendo Elizabeth como uma caçadora de zumbis .
                                                                            
Clássico obrigatório em sua lista de leitura.

You Might Also Like

0 comentários